Como aumentar a criatividade para se destacar dentro da empresa

As suas soluções criativas são o que irão te destacar em meio a todas as outras pessoas que estão ao seu redor. Pois a sua criatividade carrega a sua identidade única e pessoal. Neste artigo eu te apresento seis comportamentos que lhe ajudarão a ser uma pessoa criativa.

Sumário

Quando você assume uma posição de liderança, seja de um projeto ou de uma equipe inteira, o que se espera é que você contribua com a sua visão sobre o projeto ou sobre as estratégias que serão utilizadas para se alcançar os objetivos definidos.

Ou seja, independente do seu tipo de trabalho, espera-se que você seja criativo.

Afinal, a criatividade é justamente a capacidade de enxergar uma situação de uma forma que foge do óbvio.

Tenho um amigo que costuma dizer que soluções criativas são o tempero que damos ao nosso trabalho.

E se você não colocar o seu próprio tempero em tudo o que faz, qualquer um poderia fazer a mesma coisa e ninguém perceberia a diferença.

Se você acha que não é uma pessoa criativa, ou não sabe como melhorar a sua criatividade, continua aqui comigo.

Neste artigo vou lhe mostrar seis comportamentos que irão alavancar a sua criatividade.

1. Seja curioso

Esqueça aquele ditado que diz que a curiosidade matou o gato.

Na verdade, a curiosidade fez o gato encontrar uma nova solução para conseguir comida.

Quando você se dispõem a observar o que está acontecendo ao seu redor com um olhar curioso, você começa a adquirir novos conhecimentos e aumenta assim o seu repertório.

Quanto mais você fizer isso, mais natural se torna esse processo.

E o que antes precisava ser feito de forma consciente passa a ser um hábito seu.

2. Crie repertório

Já falamos que um olhar curioso irá aumentar o seu repertório, mas afinal o que isso?

O repertório é o conjunto das mais diversas referências que você adquiriu ao longo da vida.

Sim, absolutamente tudo vira repertório!

O que a criatividade faz é relacionar esses “arquivos”, que quando estavam isolados pareciam completamente aleatórios, e juntá-los formando uma solução única.

É exatamente isso que faz com que você se diferencie das outras pessoas.

Afinal, esse repertório criado por você é único no mundo.

3. Pratique o ócio criativo

Eu sou um workaholic. E talvez você também seja um viciado em trabalho, já que a cultura atual nos molda muito facilmente pra isso.

Somos bombardeados por estímulos o tempo inteiro e ouvimos continuamente frases como “trabalhe enquanto os outros dormem”.

Certa vez li uma frase que ia na contra mão disso.

Tenho certeza que você pensou aí: “Como Max? O problema precisa ser resolvido, o prazo já está terminando.”

Eu sei disso e também sei de outra coisa…

Cérebro cansado não consegue ser criativo.

Se você ficar martelando seu cérebro com o problema, 24 horas por dia, ele não vai ter tempo para fazer a conexão entre aquelas informações preciosas que estão armazenadas no seu repertório.

4. Coloque o pé na estrada

Viagens são a melhor forma de treinar a sua flexibilidade em relação aos imprevistos ou mudanças repentinas.

Além do contato com outras culturas ser uma oportunidade de aumentar o seu repertório de uma forma muito mais intensa.

Pense em viagens, a partir de hoje, como investimentos.

Você pode ir para outro país, mas também pode ir pro camping na cidade ao lado por um fim de semana.

Se viajar por enquanto está difícil, utilize uma ferramenta maravilhosa que você tem aí na sua casa: a internet.

Assista filmes, séries, documentários ou leia livros, produzidos em diferentes países.

Estude um novo idioma. Saia da sua zona de conforto.

5. Abrace seus erros

A criatividade e a perfeição vivem brigando.

A sua necessidade de atingir a perfeição logo na primeira vez que fez algo, te impede de se arriscar.

E com isso você limita a sua criatividade.

Como você pode contornar esse medo de tentar?

Pergunte-se: se eu tentar isso, o que de pior pode acontecer?

Dessa forma, você irá pensar e racionalmente perceberá que é seguro tentar.

Além de já ter visualizado alternativas caso a situação não saia como o esperado.

6. Exercite a atenção plena

Esse é o que mais irá variar de pessoa para pessoa.

De forma geral, eu poderia chamar de meditação no estilo “mindfulness” ou “atenção plena”.

Mas também pode ser um momento de oração, reza, conexão com o divino e sagrado.

Isso irá ajudar a sua mente a trabalhar o foco.

Além de proporcionar calma e tranquilidade também.

Perceba que todos esses comportamentos estão interligados e juntos eles irão alavancar a sua criatividade e fazer com que você encontre seu próprio tempero.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!
Pesquisar

Posts Recentes

Categorias

Nossas Redes Sociais