Mentalidade de crescimento: o que é e como desenvolvê-la

"E sou mesmo assim, vou ser sempre assim", essa é uma frase que só serve para a Gabriela da música de Gal Costa. Se você mantiver essa mentalidade na sua vida, principalmente na área profissional, você vai perder todas as melhores oportunidades que aparecerem. Neste artigo, lhe mostro o que é uma mentalidade de crescimento e como você pode desenvolver uma para deixar de ser a Gabriela.

Sumário

Você já se sentiu frustrado, desanimado ou incapaz de realizar algo que você queria muito? Você já pensou que não tinha talento, inteligência ou habilidade suficiente para alcançar os seus objetivos? Você já desistiu de tentar algo novo, difícil ou desafiador por medo de fracassar?

Se você respondeu sim a alguma dessas perguntas, você pode estar sofrendo de uma mentalidade fixa, ou seja, uma forma de pensar que limita o seu potencial, o seu aprendizado e o seu crescimento.

Mas não se preocupe, existe uma solução para isso: a mentalidade de crescimento, ou seja, uma forma de pensar que amplia o seu potencial, o seu aprendizado e o seu crescimento.

Neste artigo, vamos explicar o que é a mentalidade de crescimento, como ela se diferencia da mentalidade fixa, quais são os seus benefícios e como desenvolvê-la.

O que é a mentalidade de crescimento?

A mentalidade de crescimento é um conceito desenvolvido pela psicóloga Carol Dweck, que estuda há décadas como as pessoas enfrentam os desafios, os obstáculos e os fracassos.

Segundo Dweck, a mentalidade de crescimento é a crença de que a inteligência, o talento e a habilidade não são características fixas e imutáveis, mas sim qualidades que podem ser desenvolvidas e aprimoradas através do esforço, da persistência, da estratégia, do feedback e do aprendizado.

As pessoas que têm uma mentalidade de crescimento veem os desafios como oportunidades de aprender e melhorar, os obstáculos como estímulos para superar e os fracassos como fontes de informação e correção.

Elas não se preocupam em provar que são boas ou melhores do que os outros, mas sim em se aperfeiçoar e progredir. Elas não se comparam com os outros, mas sim com elas mesmas. Elas não se acomodam com o que já sabem ou conseguem, mas sim buscam novos conhecimentos e habilidades.

Como a mentalidade de crescimento se diferencia da mentalidade fixa?

A mentalidade fixa é o oposto da mentalidade de crescimento. É a crença de que a inteligência, o talento e a habilidade são características fixas e imutáveis, que não podem ser desenvolvidas ou aprimoradas.

As pessoas que têm uma mentalidade fixa veem os desafios como ameaças ao seu ego e à sua autoestima, os obstáculos como sinais de incapacidade e os fracassos como provas de inferioridade.

Elas se preocupam em provar que são boas ou melhores do que os outros, mas não em se aperfeiçoar e progredir. Elas se comparam com os outros, mas não com elas mesmas. Elas se acomodam com o que já sabem ou conseguem, mas não buscam novos conhecimentos e habilidades.

Quais são os benefícios da mentalidade de crescimento?

A mentalidade de crescimento traz diversos benefícios para a vida pessoal e profissional das pessoas. Entre eles, podemos citar:

  1. Maior motivação e engajamento nas atividades que realizam, pois elas se sentem desafiadas e estimuladas a se desenvolverem.
  2. Maior persistência e resiliência diante das dificuldades e adversidades, pois elas não desistem facilmente e aprendem com os erros.
  3. Maior criatividade e inovação, pois elas exploram novas possibilidades e soluções para os problemas que enfrentam.
  4. Maior confiança e autoestima, pois elas reconhecem o seu valor e o seu potencial.
  5. Maior satisfação e felicidade, pois elas celebram as suas conquistas e as dos outros.

Como desenvolver a mentalidade de crescimento?

A mentalidade de crescimento não é algo que se nasce com ela ou sem ela, mas sim algo que se pode desenvolver e cultivar ao longo da vida. Segundo Dweck, existem algumas estratégias e atitudes que podem ajudar nesse processo, tais como:

  1. Mudar a forma de pensar sobre a inteligência, o talento e a habilidade, deixando de vê-los como dons naturais e passando a vê-los como capacidades que podem ser desenvolvidas.
  2. Mudar a forma de pensar sobre o esforço, deixando de vê-lo como algo negativo e passando a vê-lo como algo positivo e necessário para o crescimento.
  3. Mudar a forma de pensar sobre o feedback, deixando de vê-lo como uma crítica e passando a vê-lo como uma orientação e uma oportunidade de melhoria.
  4. Mudar a forma de pensar sobre o fracasso, deixando de vê-lo como um fim e passando a vê-lo como um meio para o aprendizado e o aperfeiçoamento.
  5. Mudar a forma de pensar sobre o sucesso, deixando de vê-lo como uma questão de sorte ou de comparação e passando a vê-lo como uma questão de esforço e de progresso.

Essas são algumas das formas de desenvolver a mentalidade de crescimento, mas existem muitas outras que podem ser aplicadas. O importante é ter consciência de que a mentalidade de crescimento é uma escolha que pode fazer a diferença na sua vida.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!
Pesquisar

Posts Recentes

Categorias

Nossas Redes Sociais